Sem dentes (0 dentes)

Compartilho com você esta etapa da dieta do Dr. Zan Mustacchi que me sensibiliza muito e com a qual tive grande afinidade e explico o porquê: nesse momento em que o seu bebê está começando a comer, o que ele deve comer? Essa é a grande pergunta, certo?! Então muitos pediatras dizem que a criança deve começar a comer primeiro papinhas salgadas, para depois passar à introdução de frutas e eu, particularmente, não concordo com essa posição. A explicação dos pediatras é a de que os bebês ao começarem pela fruta, não vão querer comer mais a papinha salgada. No meu entendimento de mãe e de quem segue estudando várias dietas ao longo desses últimos anos, o alimento mais puro que existe é a fruta. E claro, quanto mais livre de pesticidas e agrotóxicos melhor, ou seja, se for orgânica, melhor. O seu bebê limpo e puro, que só tomou leite materno na vida deve começar comendo o quê? Fruta, claro!

Bem, então a recomendação do Dr. Zan Mustacchi, para a introdução alimentar, começa a partir dos 4 meses. Sim, os bebês com T21 (trissomia 21), síndrome de Down, podem começar a tomar um suquinho já com 4 meses, começar a experimentar as frutas com 5 meses e iniciar uma dieta regular com frutas a partir dos 6 meses. Genial!

Conforme afirma o próprio Dr. Zan Mustacchi, não há consenso entre as Sociedades Brasileira, Uruguaia, Argentina, Chilena ou Americana de Pediatria, mas ele explica que a razão para se iniciar já aos 4 meses com suco de fruta natural é a de que os bebês com T21, síndrome de Down, necessitam de maior ingesta de água e líquidos no corpo para realizar a hidrólise corretamente e nutrir mais e melhor a mente. Eu costumo dizer carinhosamente, “nutrir o cerebrozinho do bebê”, nesse caso nutrir e hidratar!

Em resumo, a introdução alimentar segundo a dieta do Dr. Zan Mustacchi, ADEMAIS DO ALEITAMENTO MATERNO, tem início assim:

4 meses completos:

SUCO DE FRUTA NATURAL: preparado em casa, SEM a adição de qualquer tipo de açúcar ou mel

Mamadeira de suco de 60 ml no total: dividir 30 ml com suco de fruta e 30 ml com água.

Horário: 11h da manhã

Repetir a mesma fruta por 3 dias consecutivos

+

5 meses completos, acrescentar à rotina do suco da manhã, agora TAMBÉM UM SUCO À TARDE:

SUCO DE FRUTA NATURAL: preparado em casa, SEM a adição de qualquer tipo de açúcar ou mel

Mamadeira de 60 ml no total: 60 ml de suco de fruta puro

Horário: 14h

Repetir a mesma fruta por 3 dias consecutivos

Frutas novas pela manhã e frutas já conhecidas à tarde

+

6 meses completos, ACRESCENTAR a essa rotina de sucos a ingesta de papinhas de frutas

PAPINHAS DE FRUTAS NATURAIS: frutas já conhecidas, preparadas em casa, SEM adição de qualquer tipo de açúcar ou mel.

Preparo: amassadas com o garfo ou mixer

Horário: 16h

Observações:

Com 5 meses é possível começar a oferecer as frutinhas para o seu bebê ir provando com a boca, sugando o suquinho, somente com a finalidade de ir conhecendo os sabores  e texturas das frutas. Ou seja, antes de preparar o suco de frutas você pode mostrar a fruta inteira para o seu bebê e oferecer a fruta para o seu bebê succionar, chupar e se lambuzar com a frutinha. Sempre com muita atenção para que o bebê não morda um pedaço, porque pode engasgar.

A repetição da fruta por 3 dias consecutivos serve para nos certificarmos que de o bebê não teve qualquer reação alérgica àquela fruta.

O horário para as frutas novas pela manhã é justamente para termos esse tempo de observação durante o dia. E, por isso as frutas repetidas são oferecidas durante a tarde.

Sobre a qualidade da água: este é um tópico de especial importância. A depender da cidade ou estado em que você se encontra a água de filtro não é recomendada, certo? Se já houve contaminação de solo em reservatórios de água, por exemplo, o melhor é utilizar água mineral da melhor qualidade. Caso você ainda tenha dúvidas para oferecer ao seu bebê, você sempre terá a opção de ferver a água e esfriá-la para oferecer com o suquinho dos 4 meses.

Salvo essa situação extrema, a melhor opção é ter um bom filtro de água, e os melhores são os de osmose inversa ou osmose reversa, os que produzem a água alcalina ou que transformem ou enriqueçam a água com hidrogênio ativo, água com Ph 7,0 que é considerada a água pura e filtros ionizadores.

Mas com quais frutas devo começar?

Essa é uma pergunta super frequente, que tenho respondido sempre, seja por email, nas palestras ou nas nossas contas nas redes sociais, do @Papinhasforadeserie e do @Downsinmitos. 

Então vamos lá!

Cada país, cada região tem suas frutas regionais. Vou expor o que eu considero super importante para responder a essa pergunta:

  • se estiver na estação da fruta, melhor, porque é nesse período que ela apresenta o seu máximo potencial;
  • se for orgânica, melhor ainda;
  • deve estar sempre madura, para não causar constipação;
  • frutas mais doces para começar e menos cítricas;
  • os mirtilos são super antioxidantes e, em geral não causam alergias, já o morango é mais alergênico e deve ser deixado para quando a criança já estiver acostumada com várias frutas.

Frutas para o suquinho dos 4 e 5 meses e para  começar a provar aos 5 meses:

  • no Brasil: laranja serra d’água porque é doce
  • no Uruguai: laranja de mesa ombligo (que é a laranja Bahia, porque é doce)
  • melão
  • pêra
  • mamão
  • manga
  • pêssego
  • ameixa
  • cereja
  • tangerina/ mandarina
  • mirtilos
  • romã
  • uva

Não listei maçã nem goiaba, porque causam constipação. Se for uma maçã orgânica com a casca, vale a pena tentar. A goiaba sempre causa constipação.

Caso o bebê tenha intestino preso (constipação), a água da ameixa pode ser ofertada. Se tomar mamadeira, uma forma é bater no liquidificador uma ameixa seca com a fórmula para oferecer batida na mamadeira. Ou utilizar a água da ameixa seca para preparar a mamadeira. Deixa-se algumas ameixas secas em um frasco esterilizado com água fervida na geladeira de um dia para o outro. A água fica turva e com essa água pode-se preparar a mamadeira.

Frutas para preparar papinhas aos 6 meses:

  • Banana
  • Caqui
  • Abacate
  • Manga
  • Melão
  • Pêssego

Para começar com as papinhas de frutas, o ideal é amassar com o garfo para manter a textura da fruta. No máximo, mixer. Liquidificador, não. É a mesma regra para o início das papinhas salgadas, mixer sim e liquidificador não, porque não queremos um suco, queremos que o bebê sinta a textura da fruta e aprenda a engolir e a mastigar.

Caso você tenha dificuldade com esse início da introdução alimentar, é sempre recomendável a ajuda de uma especialista no assunto: a fonoaudióloga! Ela vai te ensinar a dar a comida para o bebê. Isso aconteceu comigo! Aprendi várias coisas e algumas bem básicas são:

  1. a colher deve entrar na boca sempre de frente;
  2. a colher deve pousar na língua do bebê para que ele sinta a colher e faça o movimento correto de recolher o alimento com os lábios.

Consultar a lista de frutas e sucos para mais opções de papinhas combinadas.

Vale ressaltar que essa introdução alimentar ocorre em paralelo ao aleitamento materno. Ou seja, é fundamental o aleitamento materno até os 2 anos se possível, aportando incontáveis benefícios nutricionais para o bebê, especialmente quando a mãe segue uma dieta também específica e nutritiva.

Quando as frutas são ingeridas também pela mamãe, o bebê também recebe esses nutrientes pelo leite materno e sempre é mais fácil a aceitação das frutas ofertadas quando o bebê já as “provou”, seja durante a gravidez, seja durante o aleitamento materno, pelo leite da mamãe.

Lembre-se de que há uma dieta específica para a mamãe durante a fase do aleitamento materno. Se você estiver amamentando, clique aqui e acompanhe a dieta da mamãe para fortalecer o leite materno, inserindo alimentos ricos em nutrientes específicos para o desenvolvimento de bebês com T21.

Se o seu bebê toma complemento, o leite em pó via mamadeira, você também pode agregar frutas ao leite da mamadeira, para isso terá que bater no liquidificador e coar para servir na mamadeira. Algumas sugestões de frutas para misturar com o leite de fórmula:

  • mirtilos/blueberries
  • ameixa
  • cereja
  • manga
  • pêssego
  • abacate

Observações importantes:

Sempre é tempo! Sempre é cedo! Caso o seu bebê já tenha 6 meses ou mais e você esteja começando agora não se desespere! Comece aos poucos a introduzir as frutas e sucos.

E caso você esteja muito ansioso(a) para começar com as papinhas salgadas, mas o seu bebê ainda não tem dentes, comece pela primeira etapa das papinhas salgadas, ou seja, pela etapa em que ainda não estão incluídas as proteínas animais. Assim respeitará a evolução metabólica do organismo do seu bebê.

Nesse espaço, reproduzo com a devida autorização e citação, o que afirma o livro do Dr. Zan:

“Essa indução deve ser realizada a partir da sucção do mamilo materno, seguindo-se de favorecimento da mecânica de sucção com complementos hídricos e de minerais correlacionados com conteúdo existente no universo das frutas, a partir de 4 meses de idade. Talvez haja pertinência da atual posição pediátrica de restrição dos sucos até 2 anos de idade; mas não podemos esquecer que, na população com T21, há uma diluição corporal diferente e maior (fisiologia hidroeletrolítica) do que na população comum, e deve ser oferecido maior aporte hídrico respeitando restrições decorrentes, principalmente , de alterações cardíacas preexistentes.

Por esses motivos, sempre propomos a introdução do suco de frutas a partir do quarto mês completo de idade, ofertando uma diluição a 50% com um volume total primário de 60ml pela manhã (antes das 11h), considerando-se, portanto, 30ml de fruta, 30ml de água, repetidos em três dias consecutivos para nos assegurar de que não há evidência  de “alergias” ao suco das frutas a serem oferecidas.

A questão de o horário ser ainda pela manhã não é aleatória. As alergias mais severas costumam surgir até seis horas após o fator que as induz, e, portanto, se houver reação alérgica, ela se manifestará ainda durante o dia.

Ao longo de 30 dias, a criança terá a oportunidade de conhecer dez frutas diferentes. Após esse período, é recomendado oferecer os sucos de frutas já conhecidas nesse processo, mas em concentração máxima, sem a diluição em água, às 14h, respeitando a sequência de mudar a fruta a cada três dias. Deve-se, então, introduzir frutas novas pela manhã, diluídas em água, oferecer sucos concentrados à tarde e, após mais 30 dias, iniciar a oferta da papa de fruta já conhecida às 16h. Essa rotina permite um aporte nutricional rico e diversificado.”

(Trecho extraído do livro: MUSTACCHI, Zan; SALMONA, Patrícia; MUSTACCHI, Roberta. Trissomia 21 (síndrome de Down): nutrição, educação e saúde. São Paulo: Memnon, 2017, p. 274-275).

Lembre-se de consultar sempre a/o pediatra de seu filho ou filha. Para mais informações sobre os benefícios dessa dieta fora de série, clique aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s